9º FriCine será online de 13 a 20 de março

– Festival Internacional de Cinema Socioambiental é amparado pela Lei Aldir Blanc –

A 9ª edição do Festival Internacional de Cinema Socioambiental de Nova Friburgo será realizada este ano totalmente online, de 13 a 20 de março, tendo como homenageado o cineasta Vladimir Carvalho. O FriCine, amparado pela Lei Aldir Blanc de apoio à cultura, foi aprovado pelo edital “Fomenta Festival” através da Agência de Gestão do Polo Audiovisual de Nova Friburgo e Região (SerraAção), com patrocínio dos governos Federal (Secretaria Especial da Cultura do Ministério do Turismo) e do Estado do Rio de Janeiro (Secretaria de Estado de Cultura e Economia Criativa).

O festival, que vem sendo organizado desde o ano passado, recebeu no período de 5 de julho a 10 de agosto 2.230 filmes de 107 países localizados em 5 continentes, e foram selecionados cerca de 100: Brasil (31), Itália (7), Espanha e Iran (5), Argentina (4), Rússia e UK (3), Turquia, Austrália, México, EUA e Bélgica (2), entre outros. Na categoria Longa-metragem, serão apresentadas 9 produções (3 brasileiras e 6 internacionais); Média-metragem, 12 (2 brasileiras e 10 internacionais); e Curta-metragem 63 (26 brasileiras e 39 internacionais).

Mostra competitiva

Para a Mostra Competitiva, segundo a produção do evento, há 84 filmes, sendo 9 longas (3 brasileiros e 6 internacionais), 12 médias (2 brasileiros e 10 internacionais) e 63 curtas (26 brasileiros e 39 internacionais). Como em edições anteriores, haverá ‘Voto Popular para o Melhor Filme’, escolhido pelo público, independente da metragem (curta, média ou longa), sendo que desta vez a votação ocorrerá na própria plataforma de exibição. Após o encerramento de cada filme, uma ‘cédula’ será disponibilizada para a avaliação do público.

Os filmes também serão avaliados pelo Júri Oficial, composto por  6 profissionais do audiovisual e/ou ambientalistas, que com seus votos escolherão os melhores filmes em cada categoria. E tanto o Melhor Filme pelo Júri Popular, quanto os escolhidos pelo Júri Oficial receberão o Troféu Alcantarea Imperialis, criado pelo artista plástico Mário Moreira.

Reflexão

No tocante às ações de reflexão, o FriCine realizará painéis, debates e oficinas em seu canal do YouTube (http://bit.ly/9fricine). Os debates ocorrerão de 14 a 17/3, às 17h, com exceção do encontro com o homenageado do festival, Vladimir Carvalho, que será no dia 15, segunda-feira, às 19h.

Já os painéis estão programados para os dias 18 e 19/3, quinta e sexta-feira, às 19h, tendo como tema: “Festivais de Cinema Socioambiental na América Latina – Cenário e perspectivas”, dia 18/3, quinta-feira, às 19h; e “Agroecologia”, dia 19/3, sexta-feira, às 19h. Ainda em data e horário a serem definidos, estão programadas duas oficinas: uma de Produção, com a instrutora Elisabete Bullara (co fundadora e secretária executiva do Cineduc (Cinema e Educação) e curadora da Mostra Geração do Festival do Rio), e outra de Animação, com Sávio Leite (Mestre em Artes Visuais pela UFMG, professor de cinema de animação na UNA e diretor da Mostra Udigrudi Mundial de Cinema – Mumia).

Importante destacar que além de toda a programação do FriCine ser gratuita, está prevista sessão com recursos de audiodescrição; os filmes, em sua maioria, estarão legendados, e para as lives haverá tradução em libras.Segundo a produção, foram escolhidas plataformas digitais que oferecem controle e segurança aos direitos autorais das obras, como a  Innsaei (https://innsaei.tv) Segundo a produção, foram escolhidas plataformas digitais que oferecem controle e segurança aos direitos autorais das obras e mais informações serão compartilhadas nas redes sociais do festival: Facebook (@FriCine.friburgo) e Instagram (@fricinefest), além do site www.fricine.com.br, onde poderá ser encontrada toda a programação (sujeita à alteração).

FriCine

Mais uma vez, o festival pioneiro em seu gênero no Estado do Rio de Janeiro, desde 2006, tem o propósito de contribuir através da arte cinematográfica para a tentativa cultural de alcançar padrões civilizatórios que possam fomentar soluções para graves problemas sociais e ambientais do planeta, em um esforço conjunto que possa agir na direção oposta ao negacionismo, à ignorância e à indiferença que acometem o ser humano globalmente, assim como fomentar em Nova Friburgo, Região Serrana e Centro-norte do Estado do Rio de Janeiro a produção e a difusão audiovisual.

Pedro Cavalcanti, curador e idealizador do festival junto com sua esposa Ana Maria, avalia a qualidade e a diversidade dos filmes inscritos: “nunca tivemos tanta dificuldade e trabalho para escolher cerca de 100 produções, número equivalente a 5% de todos os inscritos. Ter que optar por um reduzido número de filmes, entre tantas excelentes obras, foi uma tarefa quase dolorosa. Os que foram selecionados são, além de sua indiscutível qualidade, os que mais se aproximaram do objetivo do Festival: o desejo de mostrar, sob a ótica do cinema, os inúmeros problemas socioambientais do nosso planeta. Uma visão crítica mas que também aponte para um possível horizonte de tempos melhores para nossa casa comum: a atormentada Terra, e que, apesar das perspectivas sombrias, inclua a esperança no resultado de ações concretas, individuais e coletivas, que proporcionem a todos uma vida mais plena, justa e harmoniosa”.

Homenageado: cineasta Vladimir Carvalho

O homenageado da 9ª edição do FriCine é Vladimir Carvalho, um dos nomes mais importantes do cinema brasileiro e figura essencial para a cinematografia brasiliense. Dono de memória prodigiosa e lucidez invejável, a trajetória desse paraibano de voz de profeta e simpatia sem fim, se confunde com a parte da história do cinema nacional. Chamado pelo cineasta baiano, Glauber Rocha, de o “Vertov da caatinga” – documentarista experimental russo do início do século passado –, Vladimir foi um dos pioneiros da sua arte na Paraíba, flertou com a turma do Cinema Novo e sentiu o peso dos anos de chumbo da ditadura nos ombros, quando seu primeiro longa-metragem, “O País de São Saruê”, foi limado de um festival, em 1971.


Pedro e Ana Maria Cavalcanti, idealizadores do FriCine

Pedro Cavalcanti, curador do FriCine, há 28 anos desenvolve com sua esposa Ana Maria um projeto ambiental voltado para a preservação da Alcantarea Imperialis denominado Jardins de Altitude da Mata Atlântica, na região de Macaé de Cima, em Nova Friburgo/RJ, e desde 2005, após ter idealizado em parceria com ela o FriCine, vem buscando a consolidação do mesmo.

Nascido em 1949, iniciou-se no audiovisual em 1968 com a direção de “Proposição”, curta-metragem de ficção, Prêmio do Instituto Nacional de Cinema de Melhor Roteiro e Melhor Trilha Sonora. Participou como produtor, pesquisador, roteirista e/ou diretor, de mais de uma centena de filmes e vídeos de diferentes gêneros (documentários, comerciais, shows e ficção), dentre os quais destacam-se produções para as televisões estrangeiras BBC, Televisió de Catalunya, National Geographic, e clientes institucionais e comerciais como FIFA, WWF, Scania, Unilever, Coca-Cola, Xerox, Procter&Gamble, TV Globo, Lorenzetti, Valisère, Rhodia, Maguary, Souza Cruz.

SERVIÇO

9º FRICINE – Festival Internacional de Cinema Socioambiental de Nova Friburgo
– Homenagem ao cineasta Vladimir Carvalho –
Mostra de Curtas, Médias e Longas-metragens, com Mostra competitiva
13 a 20 de março de 2021
Totalmente online

Realização: Fricine e SerraAção
Patrocínio: Governo Federal (Secretaria Especial da Cultura do Ministério do Turismo) e Governo Estado do Rio de Janeiro (Secretaria de Estado de Cultura e Economia Criativa do Rio de Janeiro).
Apoio: Prefeitura de Nova Friburgo e CTAV – Centro Técnico Audiovisual

#FriCine #NovaFriburgo #Friburgoéfilme #SececRJ #CulturaPresente #LeiAldirBlancRJ #FomentaFestivalRJ

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *