Inezita Barroso é homenageada na data em que faria 95 anos


São Paulo, 4 de março de 2020 – No mês do Dia Internacional da Mulher, o portal de notícias sertanejas, Festanejo, irá homenagear um dos nomes mais importantes para a cena musical feminina: Inezita Barroso. Para honrar a brilhante carreira da cantora, será lançada a exposição “Inezita Minha Viola”, que reúne cerca de 50 cartuns, feitos por caricaturistas do Brasil, Colômbia, Macedônia e Portugal, selecionados pelo presidente da Associação dos Cartunistas do Brasil e organizador do projeto, JAL Lovetro.

No portal www.festanejo.com.br, também estão publicadas entrevistas com Bruna Viola, apadrinhada de Inezita; Marta Barroso, sua filha; e a de seu biógrafo e amigo, Valdemar Jorge, autor do livro “Inezita Barroso com a espada e a viola na mão”.

A mostra também poderá ser conferida, pessoalmente, no Memorial da América Latina, com inauguração a partir das 17h30, dia 11 de março, no Espaço Gabo e ficará até 30 de março no local. Também no dia 11, acontecerá o projeto “Choro, Chorinho e Chorões”. O evento no Memorial reunirá diversas cantoras brasileiras e irá prestar um tributo a nomes como Chiquinha Gonzaga e Inezita Barroso.

Com uma carreira consagrada, Inezita foi uma das primeiras mulheres a fazer história no cenário da música caipira. Quando pequena, se encantou pelo universo e cultura rural, e começou a cantar e tocar viola. Em 1951, a artista assinou com a gravadora Sínter e chegou a lançar cerca de 100 discos. A trajetória de Inezita também foi marcada por sua passagem na televisão, onde ficou à frente de programas na TV Record, TV Tupi, até chegar à TV Cultura, onde apresentou o clássico “Viola, Minha Viola”. Inezita faleceu aos 90 anos, no dia 8 de março de 2015.

Show

O evento “Choro, chorinho e chorões”, realizado pelo Memorial da América Latina, volta, em 2020, com uma homenagem especial ao Dia Internacional da Mulher, com shows dos grupos: Choro Faceiro, formado pelas choronas Dudah Lopes, Rosana Bergamasco, Roberta Valente e Camila Silva e das jovens: Chorando em Trio. Sempre no melhor clima “roda de choro”, com muita comida e bebida de buteco. No ano de 2019, o Memorial da América Latina lançou este projeto, onde passaram grandes nomes do choro paulista e brasileiro, como: As Choronas, Izaías e seus Chorões, Junior Alves & Quinteto, Hamílton de Holanda, entre outros.

O evento tem como finalidade fomentar a cultura por meio da música; levar uma programação de qualidade e acessível ao público; criação de novo público; dar oportunidade a novos artistas do estilo; e democratizar o espaço da Fundação.

Serviço:

Evento: Choro, chorinho e chorões

Data: 11/03/2020

Horário: 19h às 22h
Atrações: Choro Faceiro (19h) Chorando em Trio (20h30h)
Local: Marquise do prédio da administração do Memorial da América Latina
Endereço: Portão 8 da Av. Auro Soares de Moura Andrade, 664 – São Paulo – SP

Entrada: gratuita

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *