Espetáculo ‘A Bruxinha Que Era Boa’ leva diversão e bom humor ao Teatro Dr. Botica


Clássico infantil de Maria Clara Machado entra em cartaz com seis apresentações que prometem agitar a criançada na temporada de março

A famosa história da bruxinha que não consegue fazer maldades. Um dos maiores sucessos da escritora e dramaturga brasileira Maria Clara Machado ganha versão enriquecida de bom humor para tirar boas risadas da garotada, na programação cultural de março. Desde abril de 2018 com apresentações pela cidade, “A Bruxinha Que Era Boa” chega agora ao palco do Teatro Dr. Botica, localizado dentro do Shopping Metrô Tatuapé, na Zona Leste da capital. As sessões acontecerão nas três primeiras semanas do mês, aos sábados e domingos, sempre às 17h. Ingressos: Inteira (R$ 40) e Meia (R$ 20).

A atração é assinada pela FerBeck Produções e a direção é de Theo Hoffmann. Em cena, o curioso caso de uma bruxinha bondosa, totalmente diferente das outras. Ângela sofre nas mãos de suas colegas e sonha em ganhar a vassoura a jato, prêmio almejado por todas as bruxas e dado àquela considerada mais malvada. Ela conta com a ajuda de um jovem lenhador para tentar acabar com a crueldade do mundo bruxo. As crianças poderão participar de uma sessão de fotos com as personagens ao fim do espetáculo.

A Bruxinha Que Era Boa

Ângela é uma bruxinha que sempre se atrapalha ao tentar fazer maldades, ao contrário de suas colegas da Escola de Bruxas. A bruxinha boa vive sendo alvo de piadas e sendo excluída. Após tempos de estudos, chega o momento do grande teste das bruxas. A vencedora vai ganhar uma vassoura a jato e quem não passar, vai viver o resto da vida presa na Torre de Piche. Ângela não consegue disfarçar sua bondade, mas vai contar com a ajuda do novo amigo Pedrinho, um lenhador com gostos bem parecidos com os dela, para tentar acabar com toda a maldade das demais. Todas querem ganhar a fabulosa vassourinha a jato. Sua nova amizade e seu jeito bonzinho não agradam o grande Bruxo Belzebu III, que promete prendê-la na Torre de Piche.

Ficha Técnica

Autor: Maria Clara Machado. Diretor: Theo Hoffmann. Elenco: Michelle Alexandre, Bruno Germano, Davi Caseira, Rita Mirone, Carol Henriques, Nina Vettá, Carol Ghirardelli, Marina Espinoza, Higor Pinheiro e Larissa Castilho. Cenografia e figurinos: Angela Schoendorfer. Maquiagem: Gabriela Colin. Operador de luz e produção: Roberto Herreira Bueno. Operador de som: Ettore Thiago. Assistente de direção: Rita Mirone.

Evento: A Bruxinha Que Era Boa

Local: Teatro Dr. Botica (Shopping Metrô Tatuapé – Piso Superior – Praça de Alimentação) – Rua Dr. Melo Freire – Tatuapé – CEP: 03314-030 – São Paulo/SP

Dias e Horário: Sábados e domingos (7, 8, 14, 15, 21, 22) | 17h

Ingressos: Inteira (R$ 40) – Meia (R$ 20).

Classificação: Livre

Direção: Theo Hoffmann

Crédito de fotos: Dedi Nunes

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *